fbpx

Rui Oliveira alerta para uma “quebra abrupta” das encomendas na indústria do calçado

“Na indústria do calçado já se sente alguma apreensão e ansiedade relacionada com a quebra de encomendas nestes primeiros meses do ano”.
Rui oliveira

Pub.

A Login contribui para que este artigo seja de leitura gratuita para todos. Login: Agência criativa de marketing digital especializada na indústria da moda.

Visite-nos em www.login-alpha.pt

login alpha

Enquanto se aguarda pelos números oficiais, já é possível afirmar que o ano de 2022 foi um ano recorde ao nível do volume de exportações na indústria de calçado portuguesa. Contudo, Rui Oliveira, Diretor Geral e Comercial da Fábrica de Calçado Samba, alerta que isso não significa que tenha sido “um ano recorde daquilo que são as margens das empresas”.

No último episódio de “O Mais Famoso Podcast Sobre Calçado”, Rui Oliveira alertou que “mais vendas não quer dizer mais lucro” nas fábricas de calçado. “Arrisco a dizer que 2022 foi um ano recorde ao nível do volume de exportação e dos pares de calçado fabricados em Portugal, mas também foi um ano recorde ao nível das expectativas defraudadas em relação àquilo que potencialmente poderia ter sido de positivo”.

Em 2022, o facto de se terem produzido mais pares e de se terem batido todos os recordes de exportações, trouxe ao longo de todos os meses novos desafios: a crise energética, a flutuação dos preços da matéria prima ou a guerra na Ucrânia”, justifica.

“Há diferença no que foram as encomendas no ano passado e aquilo que são as encomendas este ano”.

No Podcast, Rui Oliveira perspetivou o ano de 2023 na indústria do calçado, e explica que estamos “em plena crise de inflação, que coloca em risco o crescimento económico global. E isto tem repercussões ao nível dos clientes que procuram Portugal para produzir os seus sapatos, uma vez que a indústria portuguesa do calçado começa a não estar competitiva face a outros países, quer da Europa, quer da Ásia. 2023 vai ser um ano de novos desafios”.

De acordo com Diretor Geral e Comercial, a “inflação afeta também, de forma bem direta, as margens das empresas do setor do calçado, uma vez que estes aumentos dos custos não estão repercutidos plenamente nos preços que são dados aos clientes”. No entanto, futuramente, “tem que haver uma atualização dos preços”.

O 1º semestre de 2023 vai ser substancialmente diferente do que em 2022, diz Rui Oliveira, sublinhando que “há já muitos sinais negativos”. “Não diria que há falta de trabalho, mas há diferença no que foram as encomendas no ano passado e aquilo que são as encomendas este ano. Isso não augura um cenário positivo para este primeiro semestre de 2023”.

Acho que as empresas portuguesas do setor do calçado não estavam preparadas para uma quebra tão abrupta das ordens de encomendas para esta fase do ano. Na indústria do calçado já se sente alguma apreensão e ansiedade relacionada com a quebra de encomendas nestes primeiros meses do ano”, disse.

O Mais Podcast Famoso do Calçado

Todas as terças feiras, Pedro Fonseca e Rui Oliveira falam sobre o dia-a-dia da indústria do calçado: as notícias, o design, a tecnologia. E, mais importante, as pessoas por detrás da indústria.
Aperte os seus sapatos e ouça o podcast, com um novo episódio todas as terças feiras!

Subscreva "O mais famoso podcast sobre calçado!"

Ao assinar o nosso podcast significa que os novos episódios serão entregues assim que estiverem disponíveis. Dessa forma, não precisa procurar o podcast sempre que quiser ouvir ou perguntar se um novo episódio foi lançado.

Pub

Facebook
Email
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Recomendado Para si

OFERTAS DE EMPREGO

No Content Available

Pub

Disponível no Google Play

Envolva-se com o Felgueiras Magazine

Subscreva a nossa Newsletter​

Receba semanalmente no seu endereço de e-mail as últimas notícias de Felgueiras e da região.

Envolva-se com o Felgueiras Magazine

1111

Subscreva a nossa Newsletter​

Receba semanalmente no seu endereço de e-mail as últimas notícias de Felgueiras e da região.

2222

Partilhe as suas ideias, dicas ou opiniões…

Ajude-nos a fazer um trabalho cada vez melhor!

33

Colabore com o Felgueiras Magazine

Gosta de escrever, ou de fotografia ou de vídeo...

44

Anuncie no Felgueiras Magazine

Para além de promover a sua empresa, ajuda este projeto, feito por felgueirenses para Felgueiras!

felgueiras magazine Logo

pub

pub

O SEU NEGÓCIO MERECE UMA LOJA ONLINE!

Somos uma divisão do Felgueiras Magazine. Marketing Digital é o que fazemos: seja uma loja online, um site, um logo ou gestão de redes sociais.

Confie no Felgueiras Magazine e visite-nos em https://web.felgueirasmagazine.pt

Pub