fbpx

Pub

o seu negócio merece uma loja online (2)

Indústria do calçado quer ter a “fábrica do futuro”

O consórcio de 44 empresas é liderado pela Carité.
footwear-calçado

A indústria portuguesa de calçado tem a ambição de “ser a referência internacional da indústria de calçado e reforçar as exportações portuguesas, aliando virtuosamente a sofisticação e criatividade com a eficiência produtiva, assente no desenvolvimento tecnológico e na gestão da cadeia internacional de valor, assim garantindo o futuro de uma base produtiva nacional, sustentável e altamente competitiva”. Esta é a visão consagrada no Plano Estratégico do Cluster do Calçado 2030, recentemente apresentada, salientou a APICCAPS em comunicado.

O setor reuniu 44 parceiros num projeto, o FAIST – Fábrica Ágil, Inteligente, Sustentável e Tecnológica, coordenado pelo Centro Tecnológico do Calçado de Portugal (CTCP), e está a desenvolver a fábrica do futuro. Este consórcio liderado pela empresa felgueirense Carité e coordenado tecnicamente pelo CTCP.

O FAIST pressupõe um investimento de 50 milhões de euros, no âmbito do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR), no domínio das Agendas Mobilizadoras, e tem como principal objetivo dotar e capacitar a área do calçado de tecnologias inovadoras, processos e materiais sustentáveis, aumentando a capacidade de resposta aos requisitos do mercado e fazer da indústria portuguesa do calçado e marroquinaria a mais moderna do mundo.

Citada no portal da APICCAPS, Florbela Silva, coordenadora do projeto, recorda que está em curso “a modernização dos processos e de novos produtos, tornando a indústria portuguesa mais ágil e competitiva; a mais moderna do mundo”. Para isso, o setor investirá “no desenvolvimento de processos produtivos robotizados e automatizados, software de gestão e controlo de produção, em paralelo com o desenvolvimento e produção de novas tipologias de produtos ecológicos e sustentáveis”.

Um dos domínios críticos, de acordo com Florbela Silva, passa pela “atração de empresas de base tecnológica, com tradição e experiência noutras indústrias, para desenvolvimento de novos equipamentos e processos industriais disruptivos, mais eficientes e com aumento de capacidade produtiva”. Para isso, a Agenda FAIST vai “apostar em empresas portuguesas para a produção de bens de equipamentos e processos inovadores, reduzindo assim a importação destas tecnologias e aumentando as oportunidades para a indústria nacional com impacto no crescimento de postos de trabalho qualificados.

Facebook
Email
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Recomendado Para si

OFERTAS DE EMPREGO

No Content Available

Pub

Breves de Felgueiras

Disponível no Google Play

Envolva-se com o Felgueiras Magazine

Subscreva a nossa Newsletter​

Receba semanalmente no seu endereço de e-mail as últimas notícias de Felgueiras e da região.

Envolva-se com o Felgueiras Magazine

1111

Subscreva a nossa Newsletter​

Receba semanalmente no seu endereço de e-mail as últimas notícias de Felgueiras e da região.

2222

Partilhe as suas ideias, dicas ou opiniões…

Ajude-nos a fazer um trabalho cada vez melhor!

33

Colabore com o Felgueiras Magazine

Gosta de escrever, ou de fotografia ou de vídeo...

44

Anuncie no Felgueiras Magazine

Para além de promover a sua empresa, ajuda este projeto, feito por felgueirenses para Felgueiras!

felgueiras magazine Logo

Pub

Sabia que o Felgueiras Magazine tem um departamento de Marketing Digital?

– Criamos o seu site ou Loja Online com Design Inovador
– Gestão de Redes Sociais para Ampliar Seu Alcance
– SEO para Posicionar Sua Marca no Google
– Design Gráfico Criativo que Capta Atenção
– Vídeo e Fotografia para Histórias Memoráveis

Pub

Sabia que o Felgueiras Magazine tem um departamento de Marketing Digital?

– Criamos o seu site ou Loja Online com Design Inovador
– Gestão de Redes Sociais para Ampliar Seu Alcance
– SEO para Posicionar Sua Marca no Google
– Design Gráfico Criativo que Capta Atenção
– Vídeo e Fotografia para Histórias Memoráveis