A Receita para uma Vida Saudável e Ambientalmente Sustentável

16 de outubro de 2019 - Dia Mundial da Alimentação
fao
Autora: Sílvia Teixeira

Autora: Sílvia Teixeira

Nutricionista | C.P. 3252N | slv.teixeira@gmail.com

“OUR ACTIONS ARE OUR FUTURE”. Este é o tema promovido este ano pela FAO através do Dia Mundial disponível e acessível para a população mundial. As nossas escolhas têm impacto na nossa saúde mas também no nosso Planeta. Os consumos elevados de carne pela população obrigam à sua exploração em sistema intensivo com repercussões ambientais. O pescado vê algumas das suas espécies ameaçadas, o seu método de captura e cultivo têm prejudicado o habitat aquático e prejudicado a cadeia alimentar dos oceanos.

Impacto ambiental da exploração animal

Estima-se que, para a produção de carne de bovino, sejam necessários cerca de 15.415 L/Kg; para a carne de porco cerca de 5.988L/Kg; para a carne de aves 4.325L/Kg. No que à proteína de origem vegetal diz respeito, para a produção de 1 Kg de leguminosas são gastos cerca de 4.055L de água e 322L por quilograma de hortícolas. A carne bovina é produtor de quantidades toxicas de metano, um gás 25 vezes mais potente que o dióxido de carbono, envolvido no aquecimento global. A alimentação destes animais baseia-se em ração industrializada proveniente de milho e soja, obrigando à existência de sistemas de irrigação, logo a uma grande quantidade de consumo de água doce. A sobre exploração de animais obriga ao seu confinamento obtendo-se grandes quantidades de estrume. Não havendo um sistema montado de tratamento destes produtos, acabam por ser armazenados em lagoas ou despejados em campos de cultivo, com consequente poluição das águas e morte de espécies aquáticas. Posto isto, se o consumo de carne pela população diminuir, a necessidade de produção também será menor, substituindo o sistema intensivo pelo convencional/tradicional com pastagem, resultando numa melhor qualidade da carne, melhor valor nutricional e preservação do meio ambiente. 

 

1 Kcal proveniente de origem animal requer 2.5L de água, por outro lado, produtos de origem vegetal necessitam de 0.5L /Kcal
 
O nosso estilo de vida e de alimentação têm de ser alterados! É possível optar por alimentos nutritivos e saborosos protegendo o nosso planeta. Siga estes conselhos definidos pela FAO:

  1. Considere o impacto ambiental da sua alimentação

Alguns alimentos usam mais recursos naturais para a sua produção. Por exemplo, a carne bovina apresenta uma maior pegada hídrica que a carne de aves. A produção de proteínas de origem vegetal tem um impacto ambiental bem menor que a de proteínas de origem animal. Evite comprar alimentos com excessivo embalamento. Requer maior uso de matéria-prima e de posterior tratamento quando a embalagem deixa de ser útil.  

  • Privilegie alimentos da época e de produção local

Reduz a necessidade de transporte, embalamento promove a biodiversidade e a economia local. Os pequenos produtores utilizam um método de produção menos agressivo ao ambiente e determinante de uma melhor qualidade dos seus produtos.

  • Consuma pescado de pesca e cultivo sustentáveis

O pescado é uma fonte de proteína, vitaminas, minerais e ácidos gordos polinsaturados como o ómega 3. Por isso, aconselha-se o seu consumo pelo menos duas vezes por semana. Porém, há espécies sobre exploradas ou com métodos de captura/criação com impacto ambiental devendo-se evitar o seu consumo. Entre estas salientam-se o salmão, o bacalhau, o atum, a sardinha de menor tamanho, peixe-gato e a lula. Opte pelas espécies mais abundantes. Entre o peixe selvagem a melhor escolha centra-se no carapau, a cavala, o verdinho ou a pescada. Nos cefalópodes opte pelo choco e o polvo. Entre o peixe de aquacultura prefira dourada, robalo e tintureira.

  • Reduza o consumo de carne. Esforce-se por incluir uma refeição vegetariana.

Limite o consumo de carne vermelha a 1 ou 2 vezes por semana. Privilegie a carne de aves e, sempre que possível, de produção tradicional. A produção de proteína de origem vegetal (isto é, leguminosas) tem um impacto ambiental muito menor comparativamente com a produção de alimentos animais. O seu cultivo utiliza menos recursos naturais e promove a fertilização natural dos solos. Ao substituir uma refeição de carne por outra à base de leguminosas como o feijão está a cuidar da sua saúde, a economizar e a proteger o ambiente. Pode consultar na internet o movimento “2as sem carne” e retirar ideias para refeições sem recurso a carne.

  • Armazene corretamente os alimentos. Desperdice menos.

Coloque os produtos alimentares de menor prazo de validade à frente dos mais recentes. Utilize recipientes herméticos para manter os alimentos frescos no frigorífico e feche bem as embalagens usadas para evitar a deterioração. Ao armazenar os alimentos corretamente mantém-nos frescos e seguros para consumo e preserva os seus nutrientes.

msc
Compre peixe capturado ou cultivado de forma sustentável. Procure este símbolo.

Certo é que a vida é bastante corrida ficando a preocupação pela alimentação para último plano. Depois, recorre-se ao que mais rapidamente está disponível e de maior aceitação pela família: refeições take-away, pratos de carne, alimentos embalados (ex. refeições prontas, enlatados, etc). Torne-se um consumidor equilibrado e crítico. Conheça as recomendações alimentares definidas para o nosso país, usando como modelo a Roda dos Alimentos. Se usar menor quantidade de produtos animais poderá optar pelos de melhor qualidade. Prepare as refeições em casa e coma em família. Aprenda a analisar os rótulos dos alimentos para escolhas mais informadas não sendo influenciado pelas alegações nas embalagens. Lembre-se: AS NOSSAS AÇÕES SÃO O NOSSO FUTURO!

 

Siglas

FAO: Food and Agriculture Organization of United Nations

 

Bibliografia

Hoekstra, AY. The Hidden water resource use behind meat and dairy. Animal Frontiers. 2012. 

Foodprint. The foodprint of beef. Grace Communications Foundation. 2018. Disponível em foodprint.org

Vermelho? Eu? Lista das espécies ameaçadas. Greenpeace. Outubro de 2008. Disponível em www.Greenpeace.pt

 

http://www.fao.org/world-food-day/take-action/en

http://guiapescado.wwf.pt/we-are-all-connected

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Recomendado Para si

felgueiras magazine Logo

Pub

WEBSITES A PARTIR DE 25€ POR MÊS!

Se a sua empresa não está no Google, está a perder clientes todos os dias.

Contacte já a Login e aproveite esta promoção!

Envolva-se com o Felgueiras Magazine

1111

Subscreva a nossa Newsletter​

Receba semanalmente no seu endereço de e-mail as últimas notícias de Felgueiras e da região.

2222

Partilhe as suas ideias, dicas ou opiniões…

Ajude-nos a fazer um trabalho cada vez melhor!

33

Colabore com o Felgueiras Magazine

Gosta de escrever, ou de fotografia ou de vídeo...

44

Anuncie no Felgueiras Magazine

Para além de promover a sua empresa, ajuda este projeto, feito por felgueirenses para Felgueiras!

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Receba semanalmente no seu endereço de e-mail as últimas notícias de Felgueiras e da região.